Os meus alunos

* dizem palavrões frase sim frase sim, mas hoje, fizeram questão de estarem em silêncio um minuto pelas 12h, em homenagem às vítimas do atentado de Londres.

* não sabem que a Venezuela não fica na Europa, mas sabem todas as potencialidades todas do meu carro.

* dão solhas uns nos outros, mas deixam-me sempre passar à frente.

* já viram os últimos videos a decapitarem pessoas e alguns pornos, mas não sabem o que quer dizer incesto nem libertinagem nem volúpia.

* comem atum com azeitonas nas aulas onde estão proibidos de comer, mas nas minhas em que podem, só comem bolachas e pedem sempre primeiro se podem.

* pensam que foi o Picasso que pintou a Mona Lisa, mas sabem todas as potencialidades dos telemóveis.

* dizem barbaridades do género: o macho da baleia é o tubarão, mas dão-me aulas sobre música techno e hiphop.

* ficam com os olhinhos a brilhar quando lhes levo smarties ou lhes gravo uns cds e retribuem com desenhos e brindes dos bolicaos e pacotes de batatas fritas para o meu filhote.

* ficam felizes quando lhes mando sms e reparam quando venho com uma roupa nova e/ou pinto as unhas dos pés.

* retribuem os meus sorrisos com beijinhos (as raparigas) e com um aperto de bacalhau (os rapazes).

* viram o Hércules versão Disney e quando ouviram poção mágica, perceberam porção mágica, mas como vêem que eu não os gozo por não saberem, perguntam-me tudo e adoram que lhes explique as coisas a contar histórias.

* não ligam nenhuma a gramática, mas adoram jogar ao stop, que, no sumário, fica registado como actividade lúdica de enriquecimento vocabular.

* chegam quase sempre atrasados mas aparecem e esperam muito tempo por mim, se for preciso, se eu me atrasar e nunca se recusam a ir às aulas.

Os meus alunos não são sobredotados, alguns têm dificuldades graves de aprendizagem como dislexia e QI muito baixos, vêm de famílias desconchavadas e de meios pobres. Alguns chegaram a não ter dinheiro para almoçar e a vir a pé de casa porque não tinham dinheiro para os transportes. Alguns ainda falam comigo no messenger e contam-me os seus desgostos de amor. Os meus alunos não são o aluno médio português. Os meus alunos vão ser os futuros mecânicos, técnicos informáticos, de electrónica e de qualidade, e cabeleireiros deste país. Os meus alunos não teriam bons resultados nos exames nacionais, mas tenho a certeza que, daqui a uns anos, quando me virem na rua, não mudarão de passeio e vão ficar contentes por me reverem e me contarem a vida deles.

Gosto muito dos meus alunos e eles retribuem-me bem🙂

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s